top of page

Atriz global vítima de golpe pela internet! Mas como evitar?

Os golpes praticados via telefone celular tiveram início em 2001, no estado do Rio de Janeiro, na cidade de Campos, na Penitenciária Carlos Tinoco da Fonseca. Naquela oportunidade, os presos queriam adquirir créditos para telefones celulares pré-pagos, para, assim, manter contato com advogados, familiares e criminosos de outras cadeias. Os detentos conseguiam números de telefones nas listas das companhias telefônicas, agendas de celulares subtraídos e de anotações no verso de cheques furtados ou roubados. Rapidamente, esse modus operandi foi copiado pelos presidiários do Complexo de Bangu e do presídio Evaristo de Moraes. Em virtude da intensa comunicação entre bandidos de diferentes cadeias, propiciada pelos telefones celulares, o crime virtual espalhou-se por todo Brasil, como um vírus incontrolável e endêmico.Os detentos, passando-se por operadores de telemarketing, ligavam para as vítimas e anunciavam que haviam sido premiadas, em um sorteio, com televisores e DVDs. As pessoas se entusiasmavam com a boa notícia, e ao indagar sobre como receber o prêmio, eram informadas da necessidade de adquirir créditos para telefones celulares pré-pagos e repassar o código para os interlocutores. Com o passar dos anos, os chamados “delitos à distância” foram se aperfeiçoando. Recentemente, a atriz Gloria Pires foi vítima de golpe engendrado pela internet. Ela recebeu e-mail de amigo que está residindo no exterior, pedindo dinheiro emprestado para poder voltar ao Brasil, pois estava passando por dificuldades financeiras. A atriz fez o depósito solicitado e somente depois veio a descobrir que tratava-se de golpe. O e-mail do tal amigo havia sido hackeado e o bandido virtual, se fazendo passar por ele, fez o pedido urgente. Glória Pires não conferiu a veracidade do pedido de empréstimo, assim se tornou mais uma vítima dos chamados “crimes digitais”. A polícia irá rastrear a conta bancária onde foi efetivado o depósito. O problema é que estelionatários abrem contas em bancos com documentos falsificados, o que dificulta o trabalho de investigação. Portanto, jamais acredite em prêmios, recadastramento ou pedido de ajuda financeira pelo celular ou internet, sem antes verificar, sem pressa, a veracidade dos fatos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Novo roteiro do falso sequestro por telefone

Tenho alertado, insistentemente, o amigo leitor, sobre os cuidados necessários ao se atender telefone fixo ou celular, pois a quantidade de golpes a que se está sujeito é impressionante, e a cada dia

Novo Crime: "Big Brother" via celular

O aparelho eletrônico mais vendido no Brasil é o telefone celular. Seu uso é extremamente democrático; foi adotado por pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais. Crianças com 10 anos ou men

Nova estratégia do falso sequestro

A presente matéria é um alerta para os leitores que possuem telefones celulares. O golpe do "falso sequestro", que já fez milhares de vítimas em todo Brasil, tem sido remodelado, constantemente, pelos

bottom of page