top of page

Brigas só acontecem quando duas pessoas decidem se enfrentar

Um dia, o Mestre falava sobre o princípio do amor; da importância de se pagar sempre o mal com o bem! O discípulo ficou pensando se na prática ele realmente agiria assim. Até que numa certa manhã o jovem escutou um homem arrogante gritando com o sábio, que já era idoso e de aparência fragilizada. O homem o insultava com palavras torpes e ainda fazia ameaças. Não era possível ouvir a voz do mestre, apenas os gritos do ofensor.

Depois que o agressor partiu, o discípulo se aproximou do Mestre e indagou:


“Por que o senhor não disse nada?”

A resposta foi:

“Dizer o que, meu bom rapaz?”

O jovem replicou:

“Responder aos gritos daquele homem que tanto o ofendeu injustamente”.

“Meu filho, se você resolve me oferecer um presente e eu não recebo, com quem o presente ficará?”, indagou o sábio.

“Comigo, mestre. Mas o que tem isso a ver com os insultos?” disse o garoto.

“Tem sim. Aquele homem trouxe-me de presente vários insultos que eu não recebi. Assim, ele continuou com os insultos que trouxe”.


O jovem sorriu, abraçou o mestre, que continuou:

“Deixe sempre com os outros os presentes ruins que só servem para acabar com a tranquilidade. Sentimentos como inveja, raiva, rancor não devem habitar por nenhum instante o nosso ser, o nosso coração”.

Amigo leitor, toda vez que entramos na mesma energia ou sintonia daquele que deseja nos irritar ou ofender, perdemos de alguma forma o embate, pois o ofensor conseguiu seu intento, que é desestabilizar.

O velho ditado popular que diz: “Quando um não quer, dois não brigam”, deveria ser mais exercitado. Pense a respeito!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Crime e as seqüelas emocionais

O diretor do Centro de Tratamento e Pesquisas de Vítimas de Crimes, da Universidade da Carolina do Sul/EUA, Dean Kil Patrick, afirma que: “Vítimas de crimes estão 10 vezes mais sujeitas do que a média

Traumas pós-violência

Você já foi vítima de um ato de violência e ficou traumatizado? A violência faz parte do mundo animal. Os predadores atacam suas presas por uma questão de sobrevivência. Todo predador tem seu dia de p

Comments


bottom of page