top of page

Como lidar com a injustiça que fere, magoa e separa?

O vovô de quase 80 anos disse a seu neto, que veio a ele com raiva de um amigo que lhe havia feito uma injustiça:

“Deixe-me contar-lhe uma história. Eu mesmo, algumas vezes, senti grande ódio daqueles que “aprontaram” tanto, sem qualquer arrependimento daquilo que fizeram. Todavia, o ódio corrói você, mas não fere seu inimigo. É o mesmo que tomar veneno desejando que seu inimigo morra. Lutei muitas vezes contra esses sentimentos”.

O neto replicou:

“Vô, estou com muita raiva; estou pagando por algo que não fiz! Minha vontade é esbravejar e retrucar. O que o senhor me orienta?”

O ancião segurou no ombro do neto e concluiu:

“Temos dois lobos dentro de nós. Um deles é bom e não magoa. Ele vive em harmonia com todos a seu redor e não se ofende quando não se teve intenção de o ofender. Ele só lutará quando for certo fazer isso, e da maneira correta, digna e ética. Mas, o outro lobo, ah!, este é cheio de raiva. Mesmo as pequeninas coisas o lançam num ataque de ira! Ele briga com todos, o tempo todo, sem qualquer motivo. Ele não pode pensar porque sua raiva e seu ódio são muito grandes. É uma raiva inútil, pois não irá mudar coisa alguma! Algumas vezes, é difícil de conviver com esses dois lobos dentro de mim, pois ambos tentam dominar meu espírito”.

O garoto olhou intensamente nos olhos de seu avô e perguntou:

“Qual deles vence, vovô?”

O avô sorriu e respondeu baixinho:

“Aquele que eu alimento”.

O grande escritor e pensador inglês Samuel Jonhson fez a seguinte reflexão por volta de 1750:

“É melhor sofrer uma injustiça que praticá-la, assim como, às vezes, é melhor ser enganado do que não confiar”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Crime e as seqüelas emocionais

O diretor do Centro de Tratamento e Pesquisas de Vítimas de Crimes, da Universidade da Carolina do Sul/EUA, Dean Kil Patrick, afirma que: “Vítimas de crimes estão 10 vezes mais sujeitas do que a média

Traumas pós-violência

Você já foi vítima de um ato de violência e ficou traumatizado? A violência faz parte do mundo animal. Os predadores atacam suas presas por uma questão de sobrevivência. Todo predador tem seu dia de p

bottom of page