top of page

Como localizar parente idoso que perdeu, repentinamente, a memória e desapareceu?

Um amigo de infância, de nome Jonas, me ligou desesperado com o seguinte problema:

“Lordello, por favor, me ajuda. Meu pai, de 82 anos, saiu de casa com o carro para fazer compras no supermercado; já passaram mais de 5 horas e não voltou. Ele nunca fez isso, achamos que foi sequestrado. Como não tem celular, não temos como falar com ele”.

Imediatamente perguntei:

“O carro de seu pai tem rastreador via satélite?”

A resposta foi negativa.

O caso realmente era preocupante. Orientei a família a registrar Boletim de Ocorrência de desaparecimento, pois assim, o veículo poderia ser identificado pela polícia, caso passasse por um bloqueio.

Após 30 horas, veio a boa notícia. O idoso fora encontrada no mercado da Lapa, sentado numa pastelaria, bebendo cerveja. O que chamou a atenção dos familiares, é que o homem havia tido uma perda de memória repentina, pela primeira vez na vida, isso após deixar a esposa no cemitério. Ele ficou desorientado, por horas trafegou com o carro, até que a fome chegou e o forçou a parar no mercado para comer alguma coisa.

Conversei com um médico geriatra, que me disse ser essa situação bastante comum com idosos, principalmente se estiverem vivenciando estresse elevado.

Felizmente, o octogenário rapidamente voltou à vida normal e nem se recorda do ocorrido.

Mas e se acontecer de novo essa falta de memória temporária, como a família poderá se prevenir de sumiço repentino?

A resposta a essa pergunta é de suma importância para qualquer pessoa que tem parente idoso.

É preciso a família ter estratégia preventiva para monitorar. Portanto, seguem algumas dicas de segurança:

1) O idoso deve portar celular 24h. Aconselho adquirir smartphone simples, apropriado para usuário com mais idade, principalmente com problemas de visão. As teclas e visor são maiores, além da possibilidade de telefonar para parente a qualquer momento, poderá ser monitorado à distância. Para tanto, deverá ter pacote de dados para a internet, e-mail do Gmail e respectiva senha. Com esses dados, se obtém facilmente a localização exata do idoso consultando os seguintes sites:

a) Se o celular for android, é só acessar http://www.google.com/android/devicemanager. Esse site mostra a localização mais recente do smartphone, estando o aparelho ligado.

b) O IPhone tem recurso idêntico, que pode ser acessado através do link https://www.icloud.com/#find .

Portanto, através do rastreador via satélite, é possível, a todo momento, consultar aonde o querido parente está. Em caso de lapso de memória, essa ferramenta é importante para localizá-lo e trazer de volta ao lar.

2) Se o idoso dirigir, acho importante instalar no veículo um rastreador via satélite, para monitorar em tempo real aonde o parente se encontra.

3) Mande confeccionar pulseira com os seguintes dizeres: “Se esta pessoa estiver necessitando de auxílio, favor ligar para a família através do telefone XXXXXXXXXXX. Assim, em caso de desmaio ou se for socorrido por alguém, a chance de ligarem para você será grande.

Prevenir é sempre melhor que remediar.

Não espere o pior acontecer para tomar uma medida de ordem preventiva. Poderá ser tarde.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Novo roteiro do falso sequestro por telefone

Tenho alertado, insistentemente, o amigo leitor, sobre os cuidados necessários ao se atender telefone fixo ou celular, pois a quantidade de golpes a que se está sujeito é impressionante, e a cada dia

Novo Crime: "Big Brother" via celular

O aparelho eletrônico mais vendido no Brasil é o telefone celular. Seu uso é extremamente democrático; foi adotado por pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais. Crianças com 10 anos ou men

Nova estratégia do falso sequestro

A presente matéria é um alerta para os leitores que possuem telefones celulares. O golpe do "falso sequestro", que já fez milhares de vítimas em todo Brasil, tem sido remodelado, constantemente, pelos

Commentaires


bottom of page