top of page

Extravio de documentos: Previna-se

Se você já perdeu documentos pessoais ou teve a carteira subtraída, solicito que preste muita atenção nas orientações que vou fornecer. Em dezembro de 2002, Jurandir Xavier da Cruz foi recolhido à carceragem do 38 D.P. Vila Amália/SP em razão de mandado de prisão expedido contra ele pela pratica de crime de homicídio.

A família, acompanhada de um advogado iniciou uma verdadeira peregrinação para provar a inocência de Jurandir, o qual havia perdido todos os documentos meses atrás. Apos 18 dias em convívio com marginais o homem foi posto em liberdade, pois se descobriu que o verdadeiro assassino havia usado os documentos de Jurandir Xavier da Cruz trocando apenas a fotografia.

O confronto de fotos e digitais confirmou a versão fornecida pelo homem que foi preso por engano. Jurandir é de cor morena, baixo e olhos escuros enquanto que o homicida possui cor branca, estatura alta e tem olhos esverdeados e ainda se encontra foragido.

O episódio acima não é estória de ficção e não é tão incomum quanto parece. É de se lembrar que a perda ou subtração de documentos pessoais pode trazer inúmeros problemas às vítimas.

A substituição de foto, principalmente na Cédula de Identidade, faz com que estelionatários abram contas bancárias e solicitem cartões de credito e de banco em nome da vítima.

Mas como podemos evitar tantos transtornos? Algumas providências devem ser tomadas, no caso de extravio ou subtração de documentos pessoais. Ao constatar o sumiço da carteira a vitima deve registrar imediatamente boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia mais próxima do ocorrido.

Por outro lado, é de bom alvitre que as pessoas decorem ou tenham anotados em casa os números de todos os documentos pessoais (RG, CPF, CNH e Título de Eleitor) para a formalização da ocorrência policial. Após o registro do BO, o Delegado de Polícia Plantonista providenciará a comunicação do ocorrido ao IIRGD que "bloqueará" o uso da Cédula de Identidade subtraída ou perdida. Com o boletim de ocorrência em mãos, a vitima pode dirigir-se ao balcão de anúncios de jornais de grande circulação de sua cidade e publicar o fato ocorrido com o intuito de comunicar a praça.

Como medida cautelar, oriento ainda a vítima, recortar o anúncio publicado e guardar em local seguro em sua casa, pois servirá como prova, no caso de problemas futuros.

Por ultimo, deve ainda a vitima levar em sua carteira, xérox do boletim de ocorrência e providenciar em seguida a segunda via de todos os documentos extraviados.

O pensador Willian George Ward escreveu: "O pessimista se queixa do vento, o otimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas".

As dicas de segurança que forneço neste site tem o objetivo de diminuir riscos no dia a dia. Mas para que realmente funcione é preciso colocar em prática as orientações e também divulgá-las a amigos, parentes e funcionários como forma de disseminarmos a cultura de segurança em nosso país.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Novo roteiro do falso sequestro por telefone

Tenho alertado, insistentemente, o amigo leitor, sobre os cuidados necessários ao se atender telefone fixo ou celular, pois a quantidade de golpes a que se está sujeito é impressionante, e a cada dia

Novo Crime: "Big Brother" via celular

O aparelho eletrônico mais vendido no Brasil é o telefone celular. Seu uso é extremamente democrático; foi adotado por pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais. Crianças com 10 anos ou men

Nova estratégia do falso sequestro

A presente matéria é um alerta para os leitores que possuem telefones celulares. O golpe do "falso sequestro", que já fez milhares de vítimas em todo Brasil, tem sido remodelado, constantemente, pelos

bottom of page