top of page

Golpe da Agenda do Celular

Aprender com o erro das vítimas é uma de nossas estratégias para poder ensinar condutas de caráter preventivo. A nossa intenção é que você reduza sensivelmente o risco de ser vitima de um crime. Na pesquisa que realizei com centenas de criminosos descobri algo importante:

O MARGINAL PROCURA FACILIDADE, E NÃO DIFICULDADE. É por esse motivo que não devemos dar chance ao azar, não podemos facilitar o "trabalho" dos marginais. Preste bastante atenção no relato de uma vítima que assistiu palestra que ministrei em São Paulo. “A economista B.L.S. voltava para casa e ao estacionar seu veiculo para fazer compras em uma padaria percebeu a chegada de dois jovens armados que cercaram as portas dianteiras. Um dos bandidos agarrou em seu pescoço ordenando que descesse do auto enquanto o outro já foi abrindo a porta do lado do passageiro que estava destravada. A condutora resolveu acelerar o automóvel, que era automático. Com isso um dos marginais caiu ao solo, mas conseguiu fazer um disparo com seu revolver atingindo a lateral direita do auto. O outro bandido que já estava quase dentro de seu veiculo foi arremessado para fora, mas conseguiu subtrair sua bolsa que estava encima do banco do passageiro. A vitima não se feriu, mas o problema não parou por ai. No dia seguinte, os bandidos, analisando a agenda de telefones da economista constante em seu aparelho celular passaram a fazer sérias ameaças (via telefone) exigindo dinheiro para não fazer mal a seus familiares. A economista não cedeu às vontades dos criminosos e acionou imediatamente policiais civis do DEIC. Os bandidos, percebendo que poderiam ser presos, pararam com a extorsão. A vitima B.L.S. fez o seguinte comentário: "Agora percebo o quanto é perigoso registrar na agenda de telefones do celular números de familiares, pois esses dados podem ensejar uma série de crimes a serem cometidos pelos marginais”. Devemos tomar cuidado também com as agendas eletrônicas que também possuem cadastramento de telefones, podendo até anotar o endereço completo das pessoas". Desta forma, se o leitor ainda insistir em cadastrar em seu aparelho celular todos os telefones de parentes, procure não colocar mãe, pai, marido, avo, filho... É preferível assinalar um apelido ou abreviação do nome, para que estranhos não percebam os laços afetivos existentes entre você e as pessoas cadastradas em sua agenda de telefone.

Lembre-se, se o bandidos procuram facilidades, devemos oferecer dificuldades.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Novo roteiro do falso sequestro por telefone

Tenho alertado, insistentemente, o amigo leitor, sobre os cuidados necessários ao se atender telefone fixo ou celular, pois a quantidade de golpes a que se está sujeito é impressionante, e a cada dia

Novo Crime: "Big Brother" via celular

O aparelho eletrônico mais vendido no Brasil é o telefone celular. Seu uso é extremamente democrático; foi adotado por pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais. Crianças com 10 anos ou men

Nova estratégia do falso sequestro

A presente matéria é um alerta para os leitores que possuem telefones celulares. O golpe do "falso sequestro", que já fez milhares de vítimas em todo Brasil, tem sido remodelado, constantemente, pelos

bottom of page