top of page

Novo crime: golpe do sobrinho

Tenho alertado o amigo leitor quanto as precauções que deve ter ao atender ligações telefônicas, pois a variedade de golpes cresce a cada dia. Procuro mantê-lo informado das arapucas que intitulo de "telemarketing do crime", para que você não seja pego de surpresa e acabe entrando para a estatística policial. Recebi e-mail de uma internauta moradora de cidade do interior paulista, que relatou nova modalidade delituosa. Acompanhe a narrativa: "Ligaram para minha casa e minha mãe atendeu ao telefone. Um rapaz disse ser seu sobrinho, mas não falou o nome, e ela, por achar a voz parecida, acabou dizendo: "Oi querido, faz tanto tempo que você não me liga Leandro. Como está sua esposa?". O malandro aproveitou a deixa dada por minha mãe e disse: "Puxa tia, engordei bastante depois do casório; em breve irei visitá-la; estou com saudades de todos aí". O tal homem então comentou que estava passando por dificuldades financeiras, que precisava de dinheiro para pagar uma dívida no valor de R$ 2.800,00 e que devolveria a quantia em uma semana. Minha mãe ficou com pena do suposto sobrinho e falou: "Olha, pode deixar que te ajudo. Passe em casa amanhã que retiro o dinheiro no banco pra você". O rapaz retrucou: "Puxa tia, me perdoa, mas estou correndo tanto procurando emprego que não tenho tempo de ir aí. Vou passar o número de uma conta bancária e peço que a senhora faça o depósito pra mim. Mas tia, a conta que vou passar é de um vizinho, a minha foi encerrada em razão das dívidas". No final ela concluiu o bate papo: "Pode deixar, amanhã mesmo faço o depósito e quando puder você me acerta". O tal parente se despede: "Olha tia, não tenho como agradecer, a senhora mora no fundo do meu coração". O pior de tudo, Dr. Lordello, é que minha genitora não comentou com ninguém aqui de casa e fez o depósito na conta bancária do estelionatário. Fui ao banco e descobri que a conta fornecida pela marginal tinha sido aberta com documentos falsificados e o saque feito com cartão magnético em caixas 24h". Portanto, amigo leitor, ao atender ligação telefônica tome as mesmas cautelas de quando alguém toca a campainha da sua casa: desconfie sempre!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Novo roteiro do falso sequestro por telefone

Tenho alertado, insistentemente, o amigo leitor, sobre os cuidados necessários ao se atender telefone fixo ou celular, pois a quantidade de golpes a que se está sujeito é impressionante, e a cada dia

Novo Crime: "Big Brother" via celular

O aparelho eletrônico mais vendido no Brasil é o telefone celular. Seu uso é extremamente democrático; foi adotado por pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais. Crianças com 10 anos ou men

Nova estratégia do falso sequestro

A presente matéria é um alerta para os leitores que possuem telefones celulares. O golpe do "falso sequestro", que já fez milhares de vítimas em todo Brasil, tem sido remodelado, constantemente, pelos

Comments


bottom of page