top of page

O leitor leva desaforo pra casa?

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa de São Paulo fez levantamento sobre os motivos relacionados com assassinatos nos dois últimos anos. Merece reflexão pela importância do tema. As principais razões que motivaram homicidas a tirar a vida de vítimas são: 22% motivo fútil, 16% vingança, 20% desavenças, 9% motivos de ordem passional, 7% substâncias entorpecentes, 5% dívidas, 9% motivos de ordem patrimonial e 12% outras causas. O estudo mostrou, ainda, que o uso de drogas, principalmente bebidas alcoólicas, é o combustível fatal para alteração da consciência de usuários, tornando-os violentos e insensíveis. Um trabalhador, inconformado com o som alto oriundo da casa do vizinho, o adolescente Leonardo de 17 anos, matou-o na frente de seus pais. Já o micro empresário Rogério assassinou um seu conhecido logo após discutirem durante jogo de bilhar. Alunos da FGV foram alvos de vários disparos proferidos por rapazes que se sentiram ofendidos com um simples comentário pretensamente desrespeitoso. Amigo leitor, vamos imaginar a seguinte situação: você está dirigindo seu carro em baixa velocidade quando em dado momento o motorista que segue atrás aperta a buzina com insistência e profere palavras de baixo calão, reclamando da morosidade. Qual seria sua postura frente aos insultos? a) Pisaria no freio bruscamente b) Xingaria o desafeto c) Faria gestos obscenos com a mão d) Não deixaria o carro do outro motorista ultrapassar em hipótese alguma. Se você escolheu qualquer das respostas, saiba que está correndo risco de fazer parte da estatística policial em eventual ocorrência de danos materiais, agressão física e/ou verbal e até homicídio. O segredo é "levar desaforo para casa", "deixar pra lá", contar até 10 ou até 1000 se necessário, ao invés de iniciar revide e enfrentamento. Me recordo de ocorrência policial no estacionamento de um shopping, onde dois motoristas desceram dos carros e começaram discutir por causa de uma vaga. Um deles era policial e acabou fazendo disparo para cima com sua arma de fogo. Resultado: foi conduzido ao Distrito Policial e autuado em flagrante. Portanto, reflita sobre seu comportamento no cotidiano e toda vez que alguém lhe provocar, xingar ou ameaçar, diga a seguinte frase mágica: "Por favor, me desculpe".

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Crime e as seqüelas emocionais

O diretor do Centro de Tratamento e Pesquisas de Vítimas de Crimes, da Universidade da Carolina do Sul/EUA, Dean Kil Patrick, afirma que: “Vítimas de crimes estão 10 vezes mais sujeitas do que a média

Traumas pós-violência

Você já foi vítima de um ato de violência e ficou traumatizado? A violência faz parte do mundo animal. Os predadores atacam suas presas por uma questão de sobrevivência. Todo predador tem seu dia de p

Comments


bottom of page