top of page

Os “especialistas” de botecos e redes sociais

Especialista é uma pessoa que possui habilidades ou conhecimentos especiais ou excepcionais em determinada prática, atividade ou ramo do saber. Somente se torna especialista o profissional que demonstra domínio e profundidade sobre uma determinada área. O especialista é um “expert” em algum assunto; sabe mais que a maioria.

O problema é que de uma hora para outra no Brasil tivemos o surgimento de pessoas que nao sabem de nada ou têm conhecimento parco sobre um assunto, mas que tem certeza de tudo. São os “multi especialistas” de plantão.

Em qualquer conversa, que pode ser no boteco da esquina, durante o almoço no trabalho, no churrasco de final de semana ou nas redes sociais e whatsapp, se colocam como verdadeiros catedráticos, no entanto, eles expõem suas opiniões de forma simplória, sem embasamento técnico, e o pior, sem ter vivência nenhuma na área discutida.

São pessoas que, normalmente, têm ar arrogante e mantêm leve sorriso no canto da boca. Possuem lingua ferina; uma de suas virtudes é o deboche. Não estão abertas ao debate; desejam o enfrentamento, e nesse campo levam vantagem, pois são afeitos a brigas e entreveros.

O auge do preparo dos falsos especialistas, tambem chamados de analistas, é perder alguns minutinhos consultando o Google, isso para não passar tanta vergonha. Outra técnica, é decorar uma ou duas frases de efeito com a finalidade de mostrar sabedoria e aprofundamento. Se o opositor apresentar dados estatísticos e estudos relevantes sobre o tema, a tendência dos achólogos de plantão é a irritação, passando por ofensas e ameaças, culminando com atitudes destemperadas, podendo chegar as vias de fato. O roteiro é sempre esse, só mudam os personagens!

Meu falecido pai sempre dizia quea pessoa quando eleva o tom de voz em uma discussão, é porque perdeu a razão e quer ganhar no grito”.

A verdade, é que tem muito especialista em nada, dando opinião sobre tudo. São os achólogos de plantão. Acham muito, mas não têm experiência alguma na área que se propõe a discutir. Simplesmente acham, mas não têm certeza. Falam muita besteira e não ficam envergonhados. Mentem descaradamente para tentar manter postura de superioridade, mas a face ruborizada e tom agressivo denunciam as inverdades e impropérios.

Portanto, é importante o leitor saber distinguir o verdadeiro especialista, calejado nos estudos e vivência prática, daqueles que buscam likes, monetização, intrigas ou defesa de suas opiniões através do custe o que custar.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Crime e as seqüelas emocionais

O diretor do Centro de Tratamento e Pesquisas de Vítimas de Crimes, da Universidade da Carolina do Sul/EUA, Dean Kil Patrick, afirma que: “Vítimas de crimes estão 10 vezes mais sujeitas do que a média

Traumas pós-violência

Você já foi vítima de um ato de violência e ficou traumatizado? A violência faz parte do mundo animal. Os predadores atacam suas presas por uma questão de sobrevivência. Todo predador tem seu dia de p

bottom of page